A ótima Carol Monteiro no Bom Dia ES | Cardápio infernético, QRcode em restaurante | Novela Um lugar ao Sol

carol monteiro

Carol Monteiro

molhos-sauces-on-chopping-board-1.png
Coluna Mídia ao Molho

Coluna MÍDIA AO MOLHO – Redação Portal Don Oleari

BOM DIA ES: RESULTADOS DOS JOGOS, UM PAPO DE BÊBADO PRA DELEGADO

A apresentadora Carol Monteiro

Que bótima surpresa dia desses, ao findar o agradável Hora 1 com Roberto Kovalik, apresentado de 4 às 6 da manhã na TV Globo, deparar com uma ótima Carol Monteiro no Bom Dia ES.

Pelo menos pela metade, Carol Moneiro dá um tom diferente ao campeão das matanças na Grande Vitória todas as manhãs na TV Gazeta.

 carol-1.jpg
carol monteiro

Elegante, sóbria, bela voz, nossa tchiurma notou logo uma quebra naquele clima de “conversa de cumpadi e cumadi” muito comum entre o apresentador Mario Bonela e Fabíola de Paula, que delongam, delongam, fazendo gracinhas entre eles em cada intervalo.

Repetição da pauta

Que coisa! Outra que nossa equipe anotou também é que com Carol Monteiro não se tem cometido aquele estranho hábito do repórter dar a matéria, repetir tudo o que disse, cansativamente.

 bonella-e-fabiola-1.jpg
mario bonellla e fabíola do carmo

O repórter passa ao estúdio,  Bonella e Fabíola tornam a repetir todo o tema da pauta já repetida pelo repórter. É um saco. Uma prática que ninguém da nossa equipe já viu em qualquer televisão de qualquer aldeia pelaí.

Gravamos algumas vezes para mostrar a algumas pessoas. Repórter dá seu recado, repete cansativamente e os dois apresentadores repetem quase o mesmo texto em seguida. Detalhe anotado por uma jornalista da nossa tchiurma, de muito bom gosto, falsa modéstia à parte.

Como Carol Monteiro se veste muito bem, elegantemente, classuda, o figurino de Bonella derruba a cena, opinião apoiada pela secretária de redação Mari Juana, também muito exigente.

Salve, salve, Carol Monteiro! Nosotros, os da Coluna Mídia ao Molho, ficamos fans de carteirinha da simpática Carol. Postura profissional, classuda, objetiva.

 Calhau2-2-1.jpg
Calhau

Conversa de bêbado pra delegado

A propósito, que conversa de bêbado pra delegado é aquela dos resultados dos jogos com o goleiro preferido do Mario Bonella. Trinta por cento do quadro de papufuradu, piadinhas sem graça, um desperdício.

Já se usou muito em linguagem jornalística o termo “CALHAU”. Quem é do ramo, sabe uquié. Pois, o quadro do resultado dos jogos parece um TREMENDO CALHAU para “encher linguiça”, isto é, pra preencher o extremamete longo tempo do BOM DIA ES.

O Diretor Abdo Saad não deve ter tempo de ver o exageradamente longo programa, que, parece, fica à espera do próximo defunto da exaustivamente longa pauta policial.

Papo de feissibuqui (Don Oleari)

O Juca Magalhães anotou, cupieicolei, o Alexsander Pandini entrou no papo e eu tasquei aqui.

Acompanhem.

Aí, resolvemos almoçar naquele restaurante novo lá no centro de Vitória. O cardápio era no QRcode, ok, muitos restaurantes agora são, menos papel, melhor assim. Mas era nossa primeira vez lá, não conhecíamos os pratos – que, pelo preço$$$, deveriam ser ótimos – veio uma moça nos ajudar. Pergunta daqui, pergunta de lá, descobrimos que o pedido era feito online também.

“Você já está aqui, não é mais fácil anotar?”

“Não pode, só online”.

Então tá. E o negócio toma de dar erro, internet meio ruim, Alice conseguiu primeiro que eu e descobriu que tinha que colocar o número do telefone. “Como assim?” Disse, faminta e já de saco cheio.

“Não vou dar o número do meu telefone, não”.

“Mas aqui fazemos assim”, foi o comentário da atendente. Como não houve negociação, aquele papo antiquado do cliente ter sempre razão, resolvemos ir embora. E fomos, Lombardi. Sem que ninguém do restaurante fizesse absolutamente nada. Olha, uma coisa “sofisticada” dessas eu nunca vi nem em São Paulo.

Fato 1: essa foi a primeira vez que a tecnologia me fez economizar uma grana.  Fato 2: não é por aí que vamos conseguir revitalizar o centro velho de Vitória, a capital do ES. Juca Magalhães não mencionou o nome, mas a chata da secretária Mari Juana, aqui do portal, logo ditou de lá:  “tem que botar o nome do restaurante no texto”.

Mari Juana, secretária cheia das manha, dá ordens até ao Editor Chefão.

 oca-1-1-1.jpgServiço

A Oca – Bistrô & Ateliê

Restaurante brasileiro
Refeição no local · Para viagem · Entrega sem contato
R. do Rosário, 114 – Centro, Vitória – ES, 29016-095
Abre quinta às 12 horas
Atualizado pela empresa há 7 dias

(27) 98825-6714
Pedidos: ifood.com.br

Oswaldo Oleari Oleare

Alexsander Pandini – Grande Pandini. grande Lordosiano compositor, grande repórter – cevê só issaí: uma rebelião contra a inferneti nossa de cada dia, portanto contra a mudernidadi. Agora, me relevem, mas budaguiubariu, quinenqui diz o turquim da feira, cardápio desse tipo aí é phoda com peagá.

frases-ultimamente-eu-estou-meio-assim-se-der-certo-tudo-bem-se-nao-der-foda-se.jpg
Se der certo, tudo bem. Se não der, phoda-se. Com PH.

Por isso é que eu, embora plenamente dinossáurico infernético, ainda apreceio muntchio aquele tipo de buteco que niquiqui ocê chega, o garçom berra “salta uma estupidamente gelada aí” e emenda pedindo um torresmo e um pé de porco “vegano”…

Mas o peió memo, queridos Pandini e Juca, é a pose dos caras em biroscas quinenqui a citada. Nariz empinado, salto Luis Quinze – nun sei algarismo romano, gentem – pra quem acho quiu o mínimo que se pode desejar é um sonoro

 

Um lugar ao sol:  a novela

Um diferencial no ambiente mais do memo da cena aguinaldosilviana.

1- Trilha sem sequer um tema breganojo universitário, ao contrário, música normal;

2 – excelentes atores, incluindo José de Abreu num dos seus melhores papéis, Ravi, Lara, Noca – a propósito, elenco feminino do melhor que se tem;

3 – alguns temas tratados com extrema delicadeza, como a sequência do Felipe e sua doença…Enfim, público adestrado da Globo pras novelas das 9 certamente detestou.

4 – Destaque para a bótima ideia e pra delicadeza da peça vivida pelo bótimo Otavio Muler, cujo tema é a síndrome da própria filha. Coisa fina.

Lucas perdeu para Pedro Scooby e Paulo André no 10º paredão do BBB 22

Guerino Zanon, um fundador, saiu do MDB mas o MDB não saiu dele: os emedebistas vão seguir com Zanon, diz Pelaes | Pano de Fundo 14

Carol Monteiro

Carol Monteiro

https://m.facebook.com/tvgazetaes/

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham