Camilo Thomas Im Memoriam | Encontro com deputado Torino Marques | Adilson Vilaça e a comenda ! Rota das Flores, Itapina | Maria Antonieta Tatagiba | 24/9

Camilo Thomas

 diagonal-coluna-do-oleari.png

camilo thomas – a própria história do Tirol, Sta. Leo

DETALHES DO ANEXO Don-Oleari-Corleone-1-1-3.jpg
Don Oleari Corleone (segundo Manoel Manhães)

 

NEC = Nota do Editor Chefão, Don Oleari –

Abro a coluna com um texto do Jomar Federici em memória de um dos grandes personagens do município de Santa Leopoldina, Camilo Sebastião Thomas, o líder comunitário do Tirol e forte liderança no sindicato dos trabalhadores rurais do município.

Conhecí-o bem. Em 1981, ao ser escalado para produzir e apresentar um programa chamado Panorama Agropecuário na Rádio Espírito Santo, tudo começou a acontecer. Troquei logo o nome do programa para Jornal Agropecuário, que passou de um pachorrento programa repetitivo para um produto ativo, atuante, presente.

O programa dava os preços do mercado agrícola. Mas vejam só que historinha. Na segunda semana do programa, aparece alguém na portaria da Rádio Espírito Santo que queria falar comigo. Pedi que mandassem entrar a pessoa.

Era um cara chamado Camilo Sebastião Thomas, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sta. Leopoldina. Ele foi me cumprimentando e logo dizendo:

– “Agora sim, tou gostando de ver. Você dás os preços do mercado agrícola”, disse Camilo.

Estranhei e retruquei dizendo: “ora, mas o programa sempre deu os preços do mercado”.

Ele me disse textualmente:

– Não senhor, o programa dava os mesmos preços do mercado de segunda a sexta-feira, os preços eram iguais todos os dias”.

Segurei o queixo pranun cair…Conversamos bastante e nos entendemos. Logo, logo, teria uma festa da comunidade do Tirol. Camilo Thomas mandou me intimar pra ir à festa.

DETALHES DO ANEXO carlos-fernando-lima.jpg
carlos fernando lima

Foi a primeira festa comunitária de que participei – Lena Mara foi comigo. Quando lá chegamos foi aquele alvoroço:

– O Oleari do programa veio…o Oleari chegou…coisas assim. Confesso que fiquei meiqui abestado com a recepção que eu e Lena Mara tivemos. E Camilo Thomas nos cercou de todas as atenções.

Nunca mais perdemos contato. A partir daquela festa no Tirol, passamos a ser convidados pra outras 800 mil festas c comunitárias porque o JORNAL AGROPECUÁRIO se tornou meiqui porta voz dos pequenos agricultores familiares.

E um programa de serviço, informação, orientação, entrevistas com técnicos agrícolas, agrônomos, pesquisadores e afins, graças à contribuição de um cara a quem o JoAgro deve muito, o prezado colega Carlos Fernando Lima Don Oleari).

DETALHES DO ANEXO jomar-federici-1.jpeg
jomar federici

Reconhecimento!

Por Jomar Federici

Parece que foi ontem mas já se passaram 16 anos da partida do maior ícone da história do nosso Tirol, altos de Santa Leopoldina/ES,

Muito do que ando escrevendo sobre esta figura me foi dito por ele pessoalmente, através apontamentos que ele deixou, depoimentos de familiares e reportagens de jornais da Áustria.

Lembro que foi no dia 23 de setembro, uma sexta-feira, em que encontrava-me viajando com a família pelo lago de Garda na Itália quando à noite, após o jantar, recebi a infausta notícia do falecimento de Camilo Thomas.

Foi uma das amizades mais controversas que conquistei, lembro das inúmeras conversas que mantínhamos na varanda de sua casa, quando nosso pensamento navegava no mesmo leito do sentimento telúrico, em relação ao progresso desta terra tão querida.

 camilo-thomas-10.jpg
camilo thomas

Estar diante dele era como estar diante de uma enciclopédia sobre a história do Tirol e de Santa LeopoldinaES.

Não havia assunto que ele não dominasse. A impressão que se tinha é que ele estava adrede preparado para ser indagado sobre qualquer tipo de assunto.

Certa vez ele me falava preocupado sobre o esquecimento da sociedade sobre os vultos históricos do lugar, chegando a me dizer se um dia alguém viesse a escrever algo sobre ele, essa pessoa seria eu.

Não encarei aquilo como uma obrigação, mas sinto-me bem toda vez que escrevo algo sobre sua pessoa, pelo sentimento de amizade, pela consideração familiar e sobretudo pelo reconhecimento de que sem o legado que deixou, grande parte das conquistas que se conhece hoje, teria sido sepultada com ele.

Mas a verdadeira homenagem que quero fazer a memória deste grande homem ainda está em fase de elaboração, já um tanto quanto adiantada. Pretendo lançar um livrete em sua homenagem.

Camilo era irmão de minha sogra e sua esposa irmã de meu sogro.

Deixou saudade! (Jomar Federici).

 anilson-torino-don-oleari.jpg
anilsonferreira, torino marques, don oleari

Visita a deputado Torino Marques

Convidados para um café pelo nosso prezado Luiz Cláudio Ca Sa Do, assessor de deputado, eu e o repórter Anilson Ferreira estivemos no gabinete do deputado Torino Marques na quarta-feira passada.

Nosso colega radialista e jornalista, Torino conversou conosco longamente, sem pressa. Definiu o que traçou para seu mandato, voltado para ações que alcancem as comunidades.

Torino já foi entrevistado pelo Portal Don Oleari.

https://donoleari.com.br/torino-marques-deputado-entrevista-don-oleari/

Torino Marques: “Casagrande fez hospital de campanha? Não. Comprou vacina? Não. Ampliou estrutura hospitalar? Não. Contratou médicos e paramédicos? Não

Considera que seu mandato tem sido positivo e que, pelos resultados, ele vai partir para uma reeleição. Enfatizou sua contenda com o governador Renato Casagrande, baseada um quesito pra ele básico que são as emendas que, no seu caso, “O Renato náo paga”.

Apesar disso, diz, tenho votado sistematicamente com o governo em matérias de interesse geral. Ele concorda que no cenário político as coisas mudam como nuvens passageiras. “Vamos seguindo”, diz Torino, “esperando cumprir nossas metas de servir ao mandato e à população e não nos servirmos dele para outros fins”.

O Anilson Ferreira e este calunista agradecem também as atenções dos prezados colegas Luiz Cláudio Ca Sa Do, Davi e Agnelo Neto.

 adilson-vilaca-comenda-ael-1.jpegCentenário da AEL

Foi no Salão São Thiago, Palácio Anchieta, Vitória, Cidade Alta, Centro Histórico.

Com a presidente da Academia Espiritossatense de Letras, Ester Abreu, o governador  Renato Casagrande,  o secretário de Cultura do ES, Fabricio  Noronha, o secretário de Cultura de  Colatina/ES, Adilson Vilaça,  recebe a Comenda “Kociusko Barbosa Leão”.

 Estacao-Ferroviaria-de-Itapina-1.jpg

Em Itapina,adilson-vilaca-passeio-das-flores-2.jpeg

 

Rota das Flores                                                                                   

Tá tudo aí no baner que me foi enviado pelo professor, escritor Adilson Vilaça, secretário de Cultura e Turismo de Colatina, nossa terra. O Paulo César Dutra e este colunista vão baixar em Colatina dias desses.

A histórica estação ferroviária de Itapina

 casa-azul-cafe-da-manha-1.jpgMaria Antonieta Tatagiba, 125 anos

IMG-20210923-WA0025-1.jpgRecebi do prisidenti da Cadimia, Pedro Antonio de Souza, um incansável trabalhador pelas boas causas do sítio maravilha São Pedro de Itabapoana, Castelo/ES, sul do estado.

Cada imagem de São Pedro de Itabapoana é uma boa lembrança.

Não vejo a hora de ir buscar meu pijama, esquecido lá na Casa Azul da Pupu, nossa amiga Prudenciana Frade. E de passar pra beber um café com o beto e a Maria Bertonceli.

Don Oleari pensador (sem dor)

Não sou PIOR. Não sou MELHOR. Não sou IGUAL.

(Oswaldo Oleari Oleare)

 

https://donoleari.com.br/webserie-corpo-rio-desagua-no-mar/

https://www.santaleopoldina.es.gov.br/

camilo thomas

 

 

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham