Comissão de Agricultura da AL/ES e Delegacia do Consumidor retiram 80 mil pacotes de café dos supermercados

Comissão de Agricultura

Nestes três primeiros meses do ano a Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, presidida pela deputada Janete de Sá, em parceria com a Delegacia do Consumidor da Polícia Civil, apreendeu cerca de 80 mil pacotes de cafés irregulares que estavam sendo vendidos em todo o Estado.

“No final do ano passado recebemos denúncias de representantes do setor cafeeiro e de consumidores reclamando da falta de qualidade de algumas marcas de café. Acionamos a polícia, através do delegado Eduardo Passamani, titular da Delegacia do Consumidor, que mandou várias marcas do produto para o Laboratório Central, que encontrou nelas várias irregularidades”.

Acrescentou a deputada Janete de Sá:

“Com a comprovação dos laudos foram retirados cerca de 80 mil pacotes de café de supermercados capixabas. Esses produtos trazem prejuízo para o consumidor e ainda impactam negativamente o setor de café, uma vez que tiram o espaço de comercialização do produtor capixaba, que produz café de alta qualidade. Por isso convidamos a ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café) e o Sincafé para falar sobre o controle e qualidade do café produzido no ES”.

O diretor executivo da ABIC, Celírio Inácio, e a coordenadora de projetos Mônica Pinto fizeram uma explanação do trabalho de controle e monitoramento que a entidade realiza no mercado.

De acordo com Celírio o mercado de café é extremamente competitivo. O ES possui 23 associados.

 egidio-malanquini-237737-article-1.webp“Em 2021 com a alta de 140% para aquisição de matéria prima houve um aumento no número de irregularidades. No mapa da fraude da ABIC, Minas Gerais, que é o Estado com o maior número de indústrias e o que possui o maior registro de irregularidades”.

Ele agradeceu a deputada Janete por cobrar qualidade no café porque um consumidor mais informado é mais exigente.

Egídio Malanquini, presidente do Sincafé, ressaltou a preocupação que os industriais do ES têm com a qualidade do café.

“Nossos cafés arábica e conilon, são os melhores do país. Nenhuma marca capixaba certificada pela ABIC foi considerada irregular”.

A deputada Janete de Sá finalizou a reunião destacando a importância do setor supermercadista ser parceiro nessa luta contra os cafés irregulares, desconfiar de produtos com valores irrisórios e que a população e os produtores podem continuar denunciando irregularidades pelo email: [email protected]

Comissão de Agricultura

Que país é este, de tantos privilégios?

https://www.al.es.gov.br/

Tags

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham