Quem somos[email protected]

Search

Dengue: André Moreira convida técnicos da Fiocruz que apresentam tecnologias para reduzir doença em Vitória/ES

Dengue

Dengue

Técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) estiveram nesta terça, 9, na Comissão de Saúde da Câmara de Vitória/ES, apresentando duas tecnologias que podem ajudar a reduzir em muito os casos de dengue no município.

O convite para a participação foi feito pelo vereador André Moreira (PSOL), que defende a adoção de um convênio da Fiocruz com a Prefeitura de Vitória o mais rápido possível.

A cidade lidera os casos de dengue no Espírito Santo e registrou nos últimos quatro meses uma explosão da doença. Em janeiro eram 887 casos notificados e, hoje, os números passam de 10 mil, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde.

Redução

O pesquisador Christoph Milewski, diretor do Instituto de Ciência, Tecnologia e Biomodelos (ICTB) da Fiocruz, explicou que uma das tecnologias introduz em mosquitos criados em laboratórios, uma bactéria que bloqueia a transmissão de doenças por novos mosquitos Aedes aegypti.

dengueSoltos na natureza esses mosquitos acabam se reproduzindo e passando a bactéria para outros espécimes.

Com o tempo eles se tornam maioria da população, impedindo que a dengue seja transmitida naquele território.

A tecnologia já reduziu os casos de chikungunya em 70% no município de Niterói (RJ).

“Depois de criados em viveiros esses mosquitos são soltos nas regiões indicadas e eles mesmos se encarregam de fazer a imunização dos outros mosquitos”, afirmou o vereador André Moreira.

“É uma tecnologia que pode ajudar Vitória a deixar de ser a capital da dengue no Espírito Santo”, completou o vereador.

A outra tecnologia que favorece o combate ao mosquito é um chatbot que permite o monitoramento de casos em tempo real.

Com perguntas específicas adaptadas à realidade local, o poder público pode identificar as ocorrências da doença e atuar com maior eficiência.

Além disso, cruzamento de informações como localização, renda, etnia entre outras, podem ajudar a traçar um quadro mais preciso dos casos.

Convênio

De acordo com Cleber Hooper, tecnologista do ICTB, há uma possibilidade de que a Fiocruz tenha um braço permanente no Espírito Santo, caso um convênio entre a fundação e a Prefeitura ou o Estado, venha a ocorrer.

“Com isso podemos ter aqui viveiros para a criação de mosquitos, laboratórios e toda a estrutura necessária ao projeto”, explicou Hooper.

Dengue

Edição, Don Oleari – [email protected] | https://twitter.com/donoleari – e Regina Trindade

http://www.facebook.com/oswaldo.oleariouoleare –

Com José Roberto

Kleber Galvêas | Pinturas e esculturas no Convento da Penha – Capítulo 3

Palestra aborda a fotografia do século 19 feita no Espírito Santo

Ziraldo | Perdemos dimontão: ele vai, mas sobrevivem Menino Maluquinho e sua obra

Mauricio de Sousa lamenta a morte de Ziraldo

Humor como Arma | SCCPP: Subversão Cômica Contra os Podres Poderes

 

COMPARTILHE:

Picture of Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham

Posts Relacionados

A Bicharada do Don Oleari.