Escola de judô dos bombeiros forma grandes vencedores da vida – Sportotal, por Matheus Thebaldi

Escola-de-Judo-ABMES

Escola de judô dos bombeiros é um projeto voltado para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de atletas e, também, para a inclusão social. Esses são os pilares da escola ABMES Judô, chamada de Projeto Seishin.

Coluna SporTotal – Matheus Thebaldi

É uma parceria com o Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES), funciona no Quartel do Comando-Geral, na rua Tenente Mário Francisco de Brito, 100, na Enseada do Suá, em Vitóri/ES, e leva as técnicas, os valores e a disciplina da luta para militares e sociedade civil.

O projeto nasceu em 2006, com o objetivo de atender crianças que viviam em vulnerabilidade social em comunidades do entorno da corporação, principalmente do bairro Jesus de Nazareth.

Coronel Felix, 27 anos de faixa preta
Escola de judô dos bombeiros

O idealizador foi o então comandante do 1o Batalhão, coronel Felix Gomes Martins (27 anos de faixa preta), que viu no projeto uma grande oportunidade de formar cidadãos, educando através do judô. 
Daí surgiu o nome "Seishin", que significa "união de pessoas em face de um bem".

Inicialmente, foram 10 crianças carentes contempladas. Após tantos anos, cinco ainda trazem frutos para o projeto e continuam praticando o esporte, além de conquistarem seus objetivos profissionais. Um é músico, outro é policial militar, outro é professor e outros dois são estudantes.

Até 2010, as aulas eram dadas em uma sala improvisada no Quartel do Comando-Geral. No entanto, o espaço precisou ser entregue por conta de uma reforma. Dessa forma, o projeto Escola de Judô dos bombeiros ficou desativado por alguns anos e foi retomado em 2014, já em uma sala nova e própria.

Foi quando passou a focar nos militares que já gostavam de praticar judô e naqueles que desejavam aprender mais sobre o esporte nos horários de Educação Física.

escola de judô dos bombeiros
Preparando vendecores
Indo ao encontro de seus objetivos de fomentar o esporte e oferecer boas condições de saúde e qualidade de vida para os militares, a Associação dos Bombeiros Militares do Espírito Santo (ABMES) passou a alavancar o projeto. Uma das primeiras medidas foi filiá-lo à Federação Espiritossantense de Judô.

A entidade também foi regularizada junto à Confederação Brasileira de Judô (CBJ), que, inclusive, disponibiliza as informações sobre o projeto em seu site oficial (https://cbj.com.br/onde_treinar/8).

Estando à frente do projeto, a ABMES atua para oferecer a oportunidade de treinamento para alto rendimento e também para promoção social.

Além de treinar os militares, o Seishin também passou a receber atletas de clubes filiados à federação que aderiram ao projeto, formando uma equipe de rendimento para participação em variadas competições.

Estrutura

O projeto oferece aos atletas treinamento físico, técnico e alimentar, contando com professor de judô, preparador físico e nutricionista. As aulas acontecem diariamente, sempre a partir das 15 horas, com treinamento físico. Às 16h30, começam os treinos técnicos.

Atualmente, são dois técnicos e 31 atletas inscritos. Os resultados são expressivos. Só para se ter uma ideia, durante a pandemia, os atletas do projeto participaram de seis competições estaduais, conquistando dois ouros, uma prata e um bronze.

Crianças

A proposta era voltar a receber as crianças de comunidades carentes em 2020, mas o trabalho precisou ser adiado por conta da pandemia do coronavírus.
Assim que a situação "voltar ao normal", o projeto Escola de judô dos bombeiros estará de portas abertas para receber novamente pequenos judocas a partir dos 8 anos de idade, confirmando sua missão de transformar vidas e fazer pessoas do bem.
matheus
Matheus Thebaldi
Coluna SporTotal
Matheus Thebaldi
jornalista, deportista



As Certinhas do Oleari + poesia – Bacanal, de Manuel Bandeira – Reverência a Baco, deus dos prazeres – o2

https://donoleari.com.br/critica-exigencia-sociedade-alberto-dines/

Escola de judô dos bombeiros

Escola de judô dos bombeiros

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham