Jornalista Eustaquio Palhares e coluna Contraponto, outra estreia no novo Portal Don Oleari – 01

greve de fome na tribuna
Eustaquio Palhares diz que desde a adolescência "o gosto-hábito-vício-hobbie da leitura" valeu-lhe em vários trabalhos no comércio e indústria, onde foi auxiliar administrativo, comprador, almoxarife, vendedor-viajante.

Jornalista Eustaquio Palhares e Coluna Contraponto 

PDONEC = Nota do Editor Chefão Estudioso, bem informado, Eustaquio Palhares vai abordar na coluna Contraponto o momento da economia, os costumes, o dia-a-dia de líderes e gestores, bem ao seu estilo equilibrado de analista pensante militante do bom jornalismo (O.O).
Eustáquio Palhares, mineiro de Governador Valadares, chegou ao Espírito Santo aos 18 anos para servir ao Exército. 
De pai diamantinense, das bandas do Grande Sertão, identificou-se com o lado materno, os Pretti-Aurich, e fez do Espírito Santo sua Canaã. 
Coluna Contraponto
Eustaquio Palhares e a coluha Contraponto

Curso de Comunicação

Palhares diz que desde a adolescência "o gosto-hábito-vício-hobbie da leitura" valeu-lhe em vários trabalhos no comércio e indústria, onde foi auxiliar administrativo, comprador, almoxarife, vendedor-viajante. 

Começou despretensiosamente a segunda turma do Curso de Comunicação porque, sozinho, não imaginava conseguir sustentar-se como jornalista. 

Eustaquio Palhares começou circunstancialmente no jornal A Tribuna numa ação protagonizada por Luiz Trevisan e desde o primeiro dia na redação sentiu que uma longa travessia se consumara até chegar ao sonho: ser jornalista. 

Teve uma magnífica escola. Trabalhou com nomes já consagrados na imprensa de Vitória, Espírito Santo, como Valério Fabris, Luiz Trevisan, Antônio Carlos Campos-Bininha, Ronald Mansur, Luzimar Nogueira Dias, Sérgio Egito, Marien Calixte.
Eustaquio viveu a greve de a tribuna
Eustaquio Palhares estava na Tribuna na greve de jornalistas contra grupo joão santos

Greve do PCdoB e PT fecha A Tribuna

Especializou-se em Economia, o que rendeu alguns premios a Eustaquio. 
Eleito pela redação como editor-chefe viveu o momento mais traumático da história do jornal A Tribuna: uma greve em 1984, articulada pelo PC doB e o PT que resultou no fechamento do jornal . 

Os jornalistas Chico Flores e Romero Mendonça fizeram greve de fome para reabrir A Tribuna, fechada pelo Grupo João Santos depois da greve articulada pelo PCdoB e PT.
coluna contraponto
TV Tribuna
Palhares foi designado para estruturar o  telejornalismo da TV Tribuna, que entraria no ar no ano seguinte com o maior volume de programação local. 

Missão cumprida, Eustquio foi designado para reativar o jornal, quando aproveitou para bancar ideias de um jornal mais ergonômico, textos mais concisos e informações de serviço, adotando o formato tabloide (rechaçado por todos, exceto por Marilio Cabral Perpétuo).
coluna contraponto
A Tribuna
Em 1988 Palhares deixou o jornal por incompatibilidade com a linha editorial exigida e retornou à direção da TV Tribuna. 
No final dos anos 1990 criou uma assessoria de comunicação e desde então buscou ampliar dimensão profissional com outras competências requeridas para um profissional de comunicação.

Eustaquio saiu da velha redação, mas seguiu tendências para continuar conectado aos novos desafios da tecnologia nossa de cada dia.
Jornal A Tribuna 

Foi fundado em 22 de setembro de 1938 em Vitória, capital do Espírito Santo. O jornal baseava-se nos seguintes princípios: manchetes em corpo enorme nas capas e páginas centrais, muitas ilustrações, farta cobertura esportiva, linguagem forte e publicações de muita informação de utilidade pública.

Funcionou inicialmente na Esplanada Capixaba, hoje Av. Jerônimo Monteiro. Em 1941 estampava em sua capa o slogan O Jornal do Espírito Santo. Em 1945, o controle da empresa passa para o grupo dirigido pelo Partido de Representação Popular (PRP). 

Posteriormente é vendido a políticos ligados ao ex-governador de São Paulo Ademar de Barros. Em 1968, o jornal é adquirido pelo Grupo João Santos. Em 1971 foi transferido para a sede própria na Ilha de Santa Maria. Fechado em 1972, a primeira edição na nova sede só acontece em 7 de outubro de 1973.
https://www.facebook.com/oswaldo.oleariouoleare
Linkedin, Don Oleari - https://www.linkedin.com/feed/

Beach Soccer – Goleiro campeão Marquinhos preside Federação Capixaba de Beach Soccer – 01

De bebedor de vinho ruim, Simey Santos estudou e se tornou somelier e empresário do vinho – 01

https://g1.globo.com/politica/noticia/2021/05/13/13-de-maio-como-data-da-abolicao-acabou-eclipsada-em-nome-do-protagonismo-negro.ghtml

Don Oleari Corporeitcham

FB – Oswaldo Oleari Oleare
FB – Portal Don Oleari – https:/ www.facebook.com/oswaldo.oleare/?view_public_for=512550368865719Grupo vinculado ao Portal Don Oleari :Colatina / Vale do Rio Doce / Altair Malacarne / Don Oleari – https://www.facebook.com/groups/colatina?modal=false&should_open_composer=false

Twíter – @donoleari

Linkedin, Don Oleari – https://www.linkedin.com/feed/

Instagram – oswaldo.olereYoutube – Don Oleari TV – https://www.youtube.com/channel/UCkyTpYHuBEKO6VlQZZhARUw?view_as=subscriber

Portal Don Oleari
www.donoleari.com.br

Pinterest – https://br.pinterest.com/ooleare/_saved/

https://donoleari.com.br/14799-2/ https://donoleari.com.br/luiz-trevisan-aposta-esquiva-do-livro-resumo-da-balada/

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham