Jovelina Pérola Negra é homenageada com Doodle do Google | 21/7

Jovelina Pérola Negra é homenageada com Doodle do Google

Ilustração na página inicial do buscador celebra o 78º aniversário da cantora, que revolucionou o samba brasileiro nos anos 80; conheça a história de Jovelina Pérola Negra

Por Ana Letícia Loubak (Redação) e Guilherme Ramos, para o TechTudo

21/07/2022 10h14  Atualizado há 6 horas

A página inicial do Google amanheceu com uma homenagem à cantora e compositora Jovelina Pérola Negra nesta quinta-feira (21), data em que celebraria seu 78º aniversário. Considerada uma das grandes divas do samba brasileiro, a artista carioca marcou a história do movimento na década de 1980 com sua voz rouca e forte. Jovelina faleceu em novembro de 1998, aos 54 anos, em decorrência de um ataque cardíaco.

Jovelina Pérola NegraDoodle foi produzido pela artista carioca La Minna e mostra Jovelina ao centro, rodeada por músicos que tocam instrumentos característicos do samba, como pandeiro. Colorida, a ilustração traz elementos que remetem ao subúrbio carioca, onde a artista nasceu e passou boa parte de sua vida: no rodapé da imagem, por exemplo, é possível ver as letras que formam a palavra “Google” em meio a morros e fios de poste.

Doodle do Google homenageia 78º aniversário da cantora Jovelina Pérola Negra — Foto: Divulgação/Google

Ao clicar no Doodle, o usuário é redirecionado para uma página de resultados sobre Jovelina. A imagem aparece apenas para brasileiros na versão web do buscador e também no aplicativo para celulares Android e iPhone (iOS).

Quem foi Jovelina Pérola Negra

Nascida no Rio de Janeiro, Jovelina adotou o nome artístico de Pérola Negra por conta da sugestão de um amigo, em referência à sua voz rouca e forte. Empregada doméstica até os 40 anos, a artista cantava no tempo livre em festas de samba quando foi descoberta por um produtor. Então, teve a oportunidade de gravar seu primeiro álbum, “Raça Brasileira”, ao lado de cantores como Zeca Pagodinho e Elaine Machado.

Dado o sucesso de “Raça Brasileira”, a artista foi contratada por uma gravadora para gravar seu primeiro álbum solo, que ganhou ainda mais aclamação. Jovelina lançou mais quatro discos individuais no auge da carreira, experimentando diferentes gêneros, como o samba-canção de ritmo mais lento, e ganhando um disco de platina. Ao longo de sua carreira, ela se apresentou em diversos países, como Angola, França e Japão, antes de falecer de ataque cardíaco em 1998, aos 54 anos.

Em 2016, o Ministério da Cultura do Brasil concedeu a Jovelina Pérola Negra a Ordem do Mérito Cultural. Além disso, um centro comunitário no bairro da Pavuna, Rio de Janeiro, também foi nomeado em sua homenagem. Hoje sua música disponível em plataformas de streaming, como o Spotify.

Com informações de Google

Jovelina Pérola Negra

Marília Mendonça é primeira brasileira a alcançar 8 bilhões de streams no Spotify

 

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham