As Certinhas do Oleari & Murilo Mendes – por Walder Rocha

murilo mendes
A-Bailarina-certinhas
A Bailarina – imagem escolhida por Walder Rocha pras Certinhas do Oleari

NEC = Nota do Editor Chefão; recebi esta belíssima contribuição do prezado Walder Rocha em 23 de maio de 2009. Há exatos 12 anjos, portanto. Walder foi o criador da coluna Certinhas com poesia. (Don Oleari).

Murilo Mendes

Diz Walder Rocha:

– Capo dei cappi,

Murilo Mendes, quem foi? Nem só de Drummond se canta Minas, e as minas de Minas. Já que o philósopho juix’iforano não divulga a terrinha, até quando ficaremos sem saber quem foi Murilo Mendes?

murilo mendes, imagem

 

 

 

 

A tentação
Murilo Mendes

Diante do crucifixo
Eu paro pálido tremendo
“Já que és o verdadeiro filho de Deus
Desprega a humanidade desta cruz”.

murilo mendes, imagem

 

 

 

 

 

 

O homem, a luta e a eternidade

Murilo Mendes

Adivinho nos planos da consciência
dois arcanjos lutando com esferas e pensamentos
mundo de planetas em fogo
vertigem
desequilíbrio de forças,
matéria em convulsão ardendo pra se definir.
Ó alma que não conhece todas as suas possibilidades,
o mundo ainda é pequeno pra te encher.
Abala as colunas da realidade,
desperta os ritmos que estão dormindo.
À guerra! Olha os arcanjos se esfacelando!

Um dia a morte devolverá meu corpo,
minha cabeça devolverá meus pensamentos ruins
meus olhos verão a luz da perfeição
e não haverá mais tempo.

murilo mendes, imagem

 

 

 

 

 

Reflexão n°.1
Murilo Mendes

Ninguém sonha duas vezes o mesmo sonho
Ninguém se banha duas vezes no mesmo rio
Nem ama duas vezes a mesma mulher.
Deus de onde tudo deriva
E a circulação e o movimento infinito.

Ainda não estamos habituados com o mundo
Nascer é muito comprido.

murilo mendes
Murilo Mendes, poemas

 

 

 

 

 

Canção do exílio
Murilo Mendes

Minha terra tem macieiras da Califórnia
onde cantam gaturamos de Veneza.
Os poetas da minha terra
são pretos que vivem em torres de ametista,
os sargentos do exército são monistas, cubistas,
os filósofos são polacos vendendo a prestações.
A gente não pode dormir
com os oradores e os pernilongos.
Os sururus em família têm por testemunha a Gioconda.
Eu morro sufocado
em terra estrangeira.
Nossas flores são mais bonitas
nossas frutas mais gostosas
mas custam cem mil réis a dúzia.

Ai quem me dera chupar uma carambola de verdade
e ouvir um sabiá com certidão de idade!

Walder Rocha, peagadê em TI – Tecnologia da Informação

https://donoleari.com.br/murilo-mendes-as-certinhas-do-oleari/ ‎

Aqui Rubens Pontes: meu poema de sábado – Maria Eduarda Nunes dos Santos, Ser diferente é normal ; Márcio Luiz Souza Tonini, Sou Preto – 0

http://www.poesianaalma.com.br/2017/08/o-elastico-murilo-mendes-dez-poemas.html

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham