Quem somos[email protected]

Search

Negra Rosa terá aporte de R$ 100 milhões da Farmax no primeiro ciclo, até 2027

Negra Rosa

Negra Rosa

A indústria de beleza ainda engatinha na oferta de produtos que atendam as mulheres negras.  Após aquisição, companhia já deu início a um processo acelerado de crescimento com aportes em áreas estratégicas como pesquisa e desenvolvimento (P&D), fabricação e marketing

O mercado de beleza voltado para pessoas negras no Brasil movimenta cerca de R$ 11 bilhões por ano, de acordo com um estudo da Nielsen realizado em 2020. Apesar de 56% da população do país ser de pessoas negras, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a indústria de beleza ainda engatinha na oferta de produtos que atendam as reais necessidades e especificidades desse público.

Pensando em suprir essa demanda, a Farmax – uma das maiores indústrias nacionais de itens de saúde, beleza e bem-estar – comunicou no início deste ano a aquisição da Negra Rosa. Agora a fabricante anuncia o primeiro ciclo de investimentos para ampliar e consolidar a marca no mercado brasileiro.

Rosangela-Silva-fundadora-da-Negra-Rosa-e-Ronaldo-Ribeiro-CEO-da-Farmax-Foto-Divulgacao-Farmax-2-a-que-vale-1-1.jpg 5 de julho de 2023
Rosangela Silva, fundadora da Negra Rosa, e Ronaldo Ribeiro, CEO da Farmax

Conforme o CEO da Farmax, Ronaldo Ribeiro, a estimativa é de que R$ 100 milhões sejam investidos até 2027 em frentes como pesquisa e desenvolvimento (P&D), fabricação, marketing e distribuição de itens voltados para beleza negra.

A meta, segundo Ribeiro, é multiplicar a receita da companhia por quatro vezes já em 2024 com expectativa de um crescimento ainda mais acelerado nos anos seguintes.

“Essa é uma estimativa a partir de uma criteriosa análise do mercado e dos investimentos que já iniciamos – não apenas com o rebranding da marca – mas com o desenvolvimento e distribuição de produtos em segmentos onde ainda existem grandes lacunas. Estamos falando de um público até então pouco assistido pela indústria de beleza”, contextualiza.

Com uma marca forte, a estratégia, conforme o CEO, é ampliar significativamente a presença no mercado promovendo a entrada em novas categorias e canais.

“A expansão no canal farma é um grande primeiro passo e a marca é pioneira nesse sentido. O segundo movimento é a entrada em outros canais, como o de perfumaria. Também acreditamos na maximização dos canais digitais com a entrada em novos marketplaces. Por último, mas não menos importante, o aumento da conexão e de ferramentas com as revendedoras que deram início à marca”, explica.

Rosangela-Silva-fundadora-e-curadora-da-Negra-Rosa-Foto-Divulgacao-Negra-Rosa-e1688564646186.jpg
Rosangela Silva

Nova fase – Os primeiros resultados desse novo ciclo já podem ser vistos. A Negra Rosa lançou em junho oito produtos voltados para peles negras, desenvolvidos a partir das particularidades e demandas desse tipo de pele e cabelo. O objetivo é introduzir e ampliar o autocuidado e a possibilidade de novos hábitos na rotina das mulheres negras. Agora, além de maquiagens e produtos capilares, a marca passa a oferecer itens para a rotina de skincare voltados para o cuidado diário em relação a limpeza, hidratação e tratamentos.

A fundadora da Negra Rosa, Rosangela Silva, continua à frente da marca e de sua evolução como consultora e curadora, com um papel decisivo na condução dessa nova fase. Ela conta agora com uma equipe estruturada de especialistas em diversas frentes para suportar o crescimento acelerado. Rosangela, que se tornou uma das maiores influenciadoras de beleza negra do país, também é o principal rosto da marca.

“Essa é uma fase de realização de grandes sonhos que não eram viáveis até então e, agora, podem se tornar realidade”, afirma.

Ela garante que a estratégia acolhida pela Farmax é baseada na verdade da Negra Rosa desde a sua criação.

“Prova disso é que, paralelamente, estamos avançando em uma agenda de letramento racial envolvendo diversas parcerias importantes. Em relação aos produtos, com as inovações previstas e já em andamento, estamos assegurando a qualidade e a alta performance além da adequação para as necessidades e características da pele negra. Somos e continuaremos sendo uma marca feita por mulheres negras para mulheres negras”, conclui Rosangela.

Negra Rosa

Edição, Don Oleari – [email protected]https://twitter.com/donoleari

Com informações de Saulo Penaforte

Dia Internacional do Frango Frito, 6 de julho: o petisco tem longa história e é universal

Dia Mundial do Chocolate, 7 de julho: 5 franquias para investir e lucrar com o homenageado da data

Julho amarelo: campanha destaca a importância da prevenção contra as hepatites virais | 4/7

Picture of Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham

Posts Relacionados

A Bicharada do Don Oleari.