Quem somos[email protected]

Search

Política | Edilson Lucas do Amaral | Um Olhar Sobre a História: Reflexos no Presente Político Brasileiro

pano-de-fundo.jpeg
pano de fundo | política, bastidores

Olhar Sobre a História

A democracia é um processo contínuo de aprendizado e adaptação, e, para protegê-la, devemos estar sempre atentos e prontos para defender nossos direitos e liberdades.

Coluna

PANO DE FUNDO | Política, bastidores

edilson-lucas-do-amaral-coluna-pdo-1-300x159-1-1-1-1-esta-e-que-vale.jpeg 6 de setembro de 2023 9 KB
edilson lucas do amaral

Edilson Lucas do Amaral

Um Olhar Sobre a História: Reflexos no Presente Político Brasileiro

Sempre vi na história um espelho para os fatos que virão, ou que se repetem. A História é um grande ensinamento e nela devemos nos guiar para decisões a serem tomadas durante nossas vidas.

Acerca da política brasileira, venho observar dois fatos marcantes que hoje se refletem como narrativas, mas que o verdadeiro fato pode nos ensinar. Para isso, quero relembrar dois momentos históricos: um contemporâneo e outro da época do Brasil República.

Canudos: Um Massacre Distante, Mas Presente

incendio-canudos.jpg7 de junho de 2024
32 KB
500 por 279 píxeis
Vista parcial de Canudos ao norte, enquanto a cidade de Antônio Conselheiro, já derrotada, era incendiada, 1897 (Flávio de Barros/Acervo Museu da República).

A Guerra de Canudos, ocorrida entre 1896 e 1897, marca um verdadeiro massacre contra brasileiros desassistidos, que, por esse motivo, desejavam o retorno de uma governança que outrora era benéfica ao povo do sertão baiano.

O que se ensina na escola é que eram grupos fortemente armados, mas na realidade era apenas um povo sem condições, desassistido e desprovido de armamento, porém com habilidade em suas terras de difícil acesso no sertão baiano.

Um massacre que foi simplesmente um artifício para se ter o discurso de que o Brasil iria sempre estar unido contra tudo e contra todos, e que a democracia não iria retroceder.

aguncos.jpg7 de junho de 2024
38 KB
480 por 26
Mulheres e crianças canudenses prisioneiras, um dos poucos grupos de prisioneiros (apenas algumas centenas de uma população de mais de 5 mil habitações) que não foi morto pelo exército, 1897 (Flávio de Barros/Acervo Museu da República).

Mas, na verdade, a elite dos latifundiários, em arranjos políticos, determinou o massacre.

Esse exemplo histórico típico da política atual nos mostra que, em defesa da democracia, podem-se fazer arbitrariedades.

A história de Canudos, distorcida nas cadeiras das escolas, reflete a manipulação política que continua a existir no Brasil, onde a narrativa oficial muitas vezes esconde a verdade crua dos fatos.

Olhar Sobre a História

O Impeachment de Dilma Rousseff: Democracia ou Arbitrariedade?

Avançando no tempo, chegamos a um fato contemporâneo que reverbera até hoje: o impeachment da então presidenta Dilma Rousseff. Cassada de seu cargo em 2016, em um processo que, se não fosse correto, ao menos era legal, imposto por uma elite que desejava a volta de uma paz às emissoras de TV e mídia falidas, deu abertura e espaço para esses movimentos em troca de uma suposta prosperidade futura.

Como preceitua a Constituição Brasileira, quem presidiu a sessão foi o presidente do Supremo Tribunal Federal, o então Ministro Ricardo Lewandowski.

Em um ato controverso, ele permitiu que a presidenta cassada mantivesse seus direitos políticos. Esse fato foi o marco para que hoje tenhamos arbitrariedades jurídicas, onde se prendem pessoas com rigor muito mais que o normal, por manifestações que deveriam ser livres, com a justificativa destemida de estar supostamente agindo em nome da democracia.

Reflexões e Esperanças

Não há democracia sem oposição, sem livre expressão e sem opiniões divergentes. O primeiro fato histórico, distorcido nas escolas, e o segundo fato político, nos mostram o que realmente está caminhando em nosso processo político.

Sempre fui um democrata e acreditei nas eleições no Brasil, porém começo a mostrar-me incrédulo diante de tamanhas medidas sem que haja manifestações contrárias.

Olhar Sobre a História

anio-e-a-vassoura.jpg7 de junho de 2024
11 KB
janio e a vassoura

Observem a história: ela sempre volta. Estejamos atentos às próximas eleições. Um vereador hoje pode ser presidente da república. Vide Jânio da Silva Quadros, Jair Bolsonaro.

Observem: as eleições municipais são de suma importância para continuar a luta pela liberdade de expressão.

Em tempos de incerteza política, é vital que relembremos esses momentos da nossa história. Eles não são apenas eventos isolados, mas sim reflexos contínuos de um ciclo que se repete.

A verdadeira lição que a história nos ensina é que sem vigilância constante e sem um compromisso firme com os princípios democráticos, estamos fadados a reviver os erros do passado.

A democracia é um processo contínuo de aprendizado e adaptação, e, para protegê-la, devemos estar sempre atentos e prontos para defender nossos direitos e liberdades.

Com um olhar sobre a história, fiquemos de olho no presente. E no futuro (Edilson Lucas do Amaral).

Olhar Sobre a História

Edição, Don Oleari – [email protected]

https://www.facebook.com/oswaldo.oleariouolearehttps://twitter.com/donoleari

Lastenio ajusta com Vale investimentos em segurança | Camimhada contra abuso sexual infantil

Pintora Nice Avanza é relembrada no estande de Linhares na Feira dos Municípios com sua pintura primitiva

Colatina | Fazedores de cultura de Colatina discutem recursos para a Aldir Blanc | Procon de olho no preço do arroz

Linhares | Festa da Colheita da Uva, grande atração de São Rafael | Linhares lidera em empregos na indústria | Termina nesta sexta inscrição para 39 mil mudas

Sportotal | Unicapixaba traz bicampeonato da Taça Brasil de Futebol 7 para ES

Picture of Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham

Posts Relacionados

A Bicharada do Don Oleari.