Prédio que desabou no bairro Ataíde, Vila Velha, era uma construção irregular | 13/10

prédio que desabou

Prédio que desabou, uma construção irregular

Uma construção erguida sem acompanhamento de profissionais da Engenharia ou empresas registradas no Conselho, edificada num terreno frágil e sem nenhuma manutenção preventiva e periódica.

 

A junção desses fatores contribuiu para que um prédio de dois andares no bairro Ataíde, em Vila Velha/ES, desabasse na madrugada desta terça-feira (13/10).

As informações são do Gerente de Fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), o engenheiro Leonardo Leal, que esteve com uma equipe no local na tarde de terça-feira para realizar vistoria técnica e fiscal na estrutura do imóvel.

Leonardo aproveita para anotar a importância da participação da população no sentido de denunciar obras e serviços de engenharia que estejam sendo executados de maneira irregular.

 leonardo-crea.jpeg“O Crea-ES tem o canal Denúncia on-line na pagina principal do site www.creaes.org.br, uma ferramenta poderosa, muito importante na prevenção de riscos e de acidentes”, informou.

O presidente do Crea-ES Eng. Jorge Silva, tem acompanhado de perto todas as ações de vistoria realizadas pelo Conselho.

“Nossa função é a fiscalização do exercício profissional, mas nossa atuação tem ido além, educando, orientando e alertando para que obras e serviços de Engenharia, Agronomia e Geociências sejam realizados por empresas e profissionais legalmente habilitados e dentro das normas e legislação vigentes”, esclareceu.

 

https://donoleari.com.br/as-rosas-do-cume/

Prédio que desabou

Prédio que desabou

Prédio que desabou

Prédio que desabou

https://tinypng.com/

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham