Majeski destaca qualidade do ar e proteção de manguezais | 19/8

qualidade do ar e proteção de manguezais

Qualidade do ar e proteção de manguezais, proposta da Associação Juntos SOS Espírito Santo Ambiental

 

O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) sugeriu ao Governo do ES requerer às empresas ArcelorMittal e Vale S/A a contratação do Núcleo de Qualidade do Ar da Universidade Federal do ES (UFES) para a realização de estudo de caracterização e quantificação das partículas sedimentadas no ar da região da Grande Vitória nos anos de 2021 e 2022.

O objetivo é comprovar a eficácia das medidas implantadas nos Termos de Compromisso Ambiental (TCAs) e das demais melhorias realizadas desde 2009 para diminuir os níveis de poluição.

Foto_Leonardo-Silveira.jpg
Área de Manguezal Foto: Leonardo Silveira

A indicação orienta ainda que o Governo do Estado determine à Vale S/A que seja dada ciência à população se as informações divulgadas nas propagandas sobre a redução da emissão de poeira foram previamente atestadas pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema).

Defesa do manguezal capixaba

A outra Indicação apresentada pelo deputado Sergio Majeski ao Governo do Estado trata da preservação dos manguezais no estado do Espírito Santo.

deputado majeski

Levantamento do Instituto Jones dos Santos Neves, divulgado em 2020, aponta que a área total de manguezal no território capixaba é de 8.687 hectares, cerca de 121 ha menor que o registrado na década de 1970. O maior impacto foi constatado em Vitória, com a perda de quase 40 hectares.

As orientações do parlamentar à administração estadual são para a criação do Fórum Capixaba de Proteção Permanente do Manguezal Capixaba; a realização de estudos pelas secretarias de Estado sobre as áreas que fazem parte do manguezal da Região Metropolitana da Grande Vitória, objetivando desapropriações para criação de Unidades de Conservação de Proteção Integral; e outras providências em conjunto com os municípios da Grande Vitória e da costa capixaba para a promoção de ações em defesa do manguezal.

Além da Capital, Anchieta, Aracruz, Cariacica, Conceição da Barra, Fundão, Guarapari, Itapemirim, Linhares, Marataízes, Piúma, Presidente Kennedy, São Mateus, Serra e Vila Velha são os outros municípios que possuem área de manguezal.

Foto: Leonardo Silveira/PMV

Com Leo Jr.

[email protected]

Fone: (27) 33823582 / 999999422

qualidade do ar e proteção de manguezais

qualidade do ar e proteção de manguezais

qualidade do ar e proteção de manguezais

qualidade do ar e proteção de manguezais

https://www.facebook.com/S.O.SESPIRITOSANTOAMBIENTAL/

https://donoleari.com.br/craques-do-flamengo-matheus-thebaldi/

Leia outras de Majeski – https://donoleari.com.br/ldo-emendas-pandemia-24-07-ldo/

“Apostamos em ações e temas importantes que têm a capacidade de melhorar o dia a dia das pessoas. Investir em capacitação, formação e qualificação é estratégico para melhorar a sociedade e o Estado tem essa função. Ao longo dos últimos anos acompanhamos de perto a Rede Pública Estadual de Ensino e há desafios para serem superados. Desafios também encontrados na área ambiental”, destaca Majeski.

Duas emendas, voltadas para o Meio Ambiente, priorizam ações para recuperação de mananciais e restauração da cobertura florestal.

Prioridade de crédito

deputado-estadual-Sergio-Majeski-PSB.jpeg
Deputado estadual Sergio Majeski (PSB)

Micro, pequenas e médias empresas e pequenos produtores rurais prejudicados pelos impactos da pandemia da Covid-19 são grupos prioritários apresentados pelo deputado Majeski para a concessão de crédito pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

Outra emenda aprovada no Projeto 163/2021, orienta que deverá ser dada transparência às operações de crédito financeiro concedidas pela instituição, com a publicação no site www.bandes.com.br sobre o tomador do empréstimo, área operacional, descrição do projeto, condições do financiamento, tipo de garantia e valores contratados; as contratações e valores totais, por setor; e as contratações e valores totais, por microrregião e município.

Sete emendas apresentadas pelo deputado estadual Sergio Majeski (PSB) estão aprovadas no Projeto 163/2021 da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as orientações para a elaboração do orçamento estadual de 2022.

Três delas, voltadas para investimentos na educação pública, priorizam cursos de pós-graduação para professores, a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem, a alfabetização e educação de jovens e adultos e a promoção de condições de permanência aos estudantes de baixa renda do programa Nossa Bolsa.

LDO

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham