Saneamento básico de 2016 a 2021 = R$ 5,2 bilhões; Fundo Eleitoral 2022 = R$ 4.9 bilhões

Saneamento básico

Saneamento básico | Primeira de uma série de 3 matérias

Rubens-Pontes-4-1-da-assinatura.png
Rubens-Pontes

 

Aqui Rubens Pontes – 

É fascinante! Avalio números e percebo que a chamada evolução urbana não chegou com impacto às nossas cidades coloniais, mantidas no tempo suas linhas originais com seu acolhimento aconchegante como um abraço de quem ama e é amado.

Sabará, São João del Rei, Congonhas, Serro, Ouro Preto, Mariana (em cuja matriz fui batizado), Diamantina, Caeté (cidade onde nasceu meu pai). Como se ufana Marco Vilas Boas, também eu sou do mundo, sou Minas Gerais (Rubens Pontes).

 fundo-eleitoral-orcamento.pngSaneamento básico não é prioridade

Sigo anotando que a verba destinada ao “fundão eleitoral” para as eleições deste ano de nosso senhor Jesus Cristo de 2022 é superior à investida em saneamento básico – tratamento de água e esgoto – em todo o Brasil de 2016 a 2021. Isto é, nos últimos cinco anos.

O que significa que no universo dos políticos do Brasil tratamento de água e esgoto nunca foi prioridade. O folclore político, a propósito, registra que político brasileiro não gosta de obras que não aparecem, que não podem ser exibidas nas

 fundo-por-partidos-1.jpg
O quadro registra R$ 5,7 bi, afinal reduzido para R$ 4.9 bi, que fazem de todos os partidos grandes bilionários.

belas imagens dos belos comerciais de televisão e outras mídias: água tratada e esgoto tratado não dão fotos para as campanhas eleitorais.

E mais abestado ainda, como diz o Editor Chefão Don Oleari, comparo esses recursos do saneamento básico com o que os partidos têm para gastar nas campanhas eleitorais este ano, uma bolada e tanto, que chega aos R$ 4.9 bilhões. São menos R$ 300 milhões do que se aplicou de 2016 a 2021 – meros R$ 5,2 bi – em tratamento de água e esgoto Brasil afora.

O fundo de R$ 4,9 bilhões mais do que dobrou em relação às eleições de 2018 e de 2020, que foram de cerca de R$ 2 bilhões.

Orçamento do Relator ou

Orçamento secreto

Outro valor expressivo, que passa ao largo das atenções do eleitor comum, é o que está no Orçamento sancionado pelo presidente da República. É um valor extraordinário, gigantesco, reservado para as emendas de relator: são R$ 16,5 bilhões.

Essas emendas de relator são emendas parlamentares, pagas pelo Governo a deputados e senadores. Significa que cabe ao relator do Orçamento no Congresso escolher quais parlamentares receberão esses repasses. Por não ter como se comprovar como cada parlamentar utiliza o dinheiro dessas emendas, elas entraram numa rubrica safada chamada de orçamento secreto. 

Fundo partidário: + R$ 1 bilhão

Mas não é só isso, pasmem. Existe ainda o tal Fundo Partidário. E o que é isso? É o Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, previsto na Lei 9.096 de 1995 . Ele foi criado originalmente para “bancar despesas operacionais permanentes das legendas, mas também pode ser utilizado em campanhas eleitorais”.

O fundo partidário para 2022 está estimado em mais de R$ 1 bilhão. É pago em parcelas mensais e, segundo está na lei que o criou, “é composto com recursos orçamentários, receitas decorrentes de multas aplicadas pela Justiça Eleitoral e também por doações de pessoas físicas”.

Rubens Pontes, jornalista

don-oleari-novo-don-corleone-1-1-1.jpeg
don oleari

“Piotaco” de Don Oleari

Achei o texto de Rubens Pontes perdido na nossa infernetoteca. Dei uma zoiada e garrei a matutá: óia que tão atual esse textim do Rubens, embora rabiscado há um tempim. Os números são assustadores se levarmos em conta que tratamento de água e esgoto é um item considerado básico pelos especialistas para não só miorá a qualidade de vida da população, como, e principalmente, para lhe reduzir problemas de saúde.

E, consequentemente, reduzir os custos de investimentos em saúde do populacho, se todos contassem com a básica água tratada e com o básico esgoto tratado em todos os cantos do Brasil Varonil.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cada dólar investido em água e esgoto tratados representaria economia de US$ 4,3 em custos de saúde em todo o mundo.

Só esse dado da OMS dá pra qualquer um entender o quanto representaria em economia para o nosso excelente SUS anualmente em recursos que poderiam ser ampliados para a melhor eficiência no atendimento á população em geral (Don Oleari).

As informações podem ser consultadas no Portal da Transparência.

https://www.portaltransparencia.gov.br/orcamento

Foto de capa: Onde se lê R$ 5 ,7 bi, leia-se R$ 4.9 bi

Saneamento básico

Equipe Dragões Combat representa Cariacica no kickboxing | 21/4

Saneamento básico

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham