Rubens Pontes – Santa Leopoldina, o maior produtor de gengibre do brasil | 30/7

Santa Leopoldina

Santa Leopoldina

Rubens-Pontes-4-1-da-assinatura-1.png
Rubens-Pontes

 

Coluna AQUI RUBENS PONTES 

Santa Leopoldina é um município que surgiu e prosperou desde a chegada dos primeiros imigrantes suíços, alemães e tiroleses, formando uma das primeiras colônias do Espírito Santo, atualmente com 12.171 habitantes, segundo senso de do IBGE de 2021.

O município tem destaque no campo da literatura pela repercussão nacional do trabalho de  seus poetas e compositores Jair Amorim e Ubaldo Ramalhete Maia.

Por seu valor histórico, o município faz parte de roteiro turístico, como a Rota do Imigrante e a Rota Imperial. Santa Leopoldina foi visitada pelo Imperador D. Pedro II no início de sua viagem ao Espírito Santo.

A cidade é conhecida por ter o melhor carnaval da Região Serrana, preservando o velho carnaval de rua, com fantasias e marchinhas de época.

Um pouco de História

A localidade mereceu pormenorizada descrição no romance Canaã (1902), de Graça Aranha, que a intitulou como “filha do sol e das águas”.

No século XIX a cidade chegou a ser denominada a maior província do ES, ultrapassando até mesmo a capital Vitória, devido às fazendas e à alta produção cafeeira, que eram escoadas pelo Rio Santa Maria até o Porto de Vitória.

Esse avanço trouxe ao município os primeiros carros e pequenos caminhões e também a primeira estação de telefonia da província.

Durante várias décadas o Porto de Cachoeiro se manteve como principal polo comercial na região de montanhas do Espírito Santo, graças à localização estratégica que as margens do Rio Santa Maria garantia, favorecendo o acesso à baía de Vitória.

Hoje o município é considerado o maior produtor de gengibre do Brasil, além de hortifrutigranjeiros.

Museu do Colono

Está localizado numa antiga casa mista da antiga Cachoeiro de Santa Leopoldina e retrata a época do seu apogeu comercial do Porto e suas transações comerciais da época. O acervo é constituído de cerca de 600 peças, destacando-se mobiliários, faianças de várias partes do mundo, opalinas, fotografias, instrumentos musicais, relógios antigos, cujo arranjo reflete os costumes de uma família bem aquinhoada do final do século XIX.

Jair Amorim, que lá nasceu Jair Pedrinha de Carvalho Amorim (Santa Leopoldina, Espírito Santo, 18 de julho de 1915 | São José dos Campos, 15 de outubro de 1993), foi célebre compositor, além de locutor do programa Voz do Brasil durante muitos anos.

A homenagem da coluna é a ele, através de uma de suas mais belas composições, já marcada pela modernização da música brasileira, gravada por Dick Farney.

Alguém Como Tu

Evaldo Gouveia e Jair Amorim

Alguém como tu

assim como tu

eu preciso encontrar.

Alguém sempre meu

de olhar como o teu

que me faça sonhar.

Amores eu sei

na vida eu achei e perdi

mas nunca ninguém desejei

como desejo a ti.

Se tudo acabou,

se o amor já passou,

há de o sonho ficar,

sozinho estarei

e alguém eu irei procurar.

Eu sei que outro amor posso ter

e um novo romance viver

mas sei que também

assim como tu, mais ninguém.

Assim como tu, mais ninguém.

Santa Leopoldina

Leia mais aí:

https://donoleari.com.br/jair-amorim/

Jair Amorim, compositor, locutor: de Santa Leopoldina para o sucesso em todo o Brasil: 105 anos em julho

 

https://discografia.discosdobrasil.com.br/compositor/jair-amorim

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham