Quem somos[email protected]

Search

Produtor Júlio Mendonça recebe visitantes interessados no sistema de café arborizado em Santa Luzia, Alegre, Sul do ES

Produtor Júlio Mendonça
Produtor Júlio Mendonça

Produtor Júlio Mendonça recebe na comunidade de Santa Luzia, em Alegre. Sul do ES, grupo interessado no Sistema de café arborizado

Cerca de 15 produtores, extensionistas e pesquisadores visitaram  a unidade de pesquisa participativa (UPP) na propriedade do produtor rural Júlio Mendonça, comunidade de Santa Luzia, no  Alegre, nesta quarta-feira para receber mais informações sobre o sistema de café arborizado.

A visita faz parte do  projeto “Desempenho Agronômico e Econômico do Cafeeiro em Sistemas Arborizados”, de um convênio entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

O coordenador de implantação das unidades de pesquisa, extensionista do Incaper Ricardo Eugênio Pinheiro, explicou que a unidade de pesquisa em Alegre está na fase inicial e até o momento é composta por café conilon, abacate, banana e cultivos de milho e feijão.

Segundo Pinheiros, técnicos e agricultores avaliam os indicadores de sustentabilidade para esse tipo de sistema, como cultivo, mão de obra, econômico, do solo e socioambiental.

Produtor Júlio Mendonça

O diretor do Sindicato dos Agricultores Familiares e Assalariados de Alegre (Sitrua), Rubney Gonçalves Sant’Ana, participa do projeto desde o início.

“Estou aprendendo muito com a troca de experiências entre agricultores e técnicos. Com a visita ao Produtor Júlio Mendonça, comparando com a visita do ano anterior, pude observar que o solo está enriquecendo com a cobertura morta, existe mais presença de minhocas, mais umidade no solo da área do sistema e uma diversificação de plantas. Isso mostra que está aumentando a sustentabilidade do sistema”, disse Sant’Ana.

O extensionista Ricardo Eugênio fala sobre os indicadores de sustentabilidade e a percepção dos agricultores sobre o sistema.

“Por meio da percepção e experiência dos agricultores familiares, conseguimos compreender os pontos críticos tecnológicos, econômicos e sociais que limitam a implantação de sistemas arborizados na região, e construímos consórcios adequados, promovendo a difusão simultânea de resultados parciais na região Sul-Caparaó do Espírito Santo”, frisou.

Também estão sendo implantadas três Unidades de Pesquisa Participativa (UPPs) em propriedades de agricultores dos municípios de Alegre, Ibitirama e Iúna.

O projeto

O projeto “Desempenho Agronômico e Econômico do Cafeeiro em Sistemas Arborizados” tem por objetivo avaliar o desempenho de cafeeiros arábica e conilon em cultivos arborizados e consórcios perenes, e o desenvolvimento de genótipos de cafeeiro arábica e conilon nesses consórcios.

Dessa forma, pretende-se ampliar os conhecimentos técnico-científicos e a rede de pesquisa em cultivos arborizados, envolvendo pesquisadores, professores, extensionistas e agricultores.

No Espírito Santo, o projeto é desenvolvido pelo Incaper, em parceria com a Ufes e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes).

Além da implantação das UPPs, o projeto propõe outras quatro soluções para inovação: Gestão do Projeto; Sistema Agroflorestal (SAF) Pacotuba, Café Arábica e Juçara e Seleção de Genótipos.

Produtor Júlio Mendonça

Edição, Don Oleari – [email protected]

http://www.facebook.com/oswaldo.oleariouolearehttps://twitter.com/donoleari

Com Tatiana Toniato Caus

Ronaldo Chagas Vieira | John Kennedy, o jovem desbravador | Os Colodetti de Cariacica e da Grande Vitória

Anilson Ferreira TV: Dois prá lá, dois prá cá. Dois grandes e dois médios na semi final do Capixabão

Aqui Serra | Todos contra Muribeca: Vidigal, Weverson e Audifax | Weverson acenou para Audifax, que disse que topa conversar

Orquestra Sinfônica recebe violoncelista André Micheletti no Sesc Glória nesta quarta (20) e quinta (21)

Ives Gandra | Reforma tributária é exemplo de simplificação complicadora

https://incaper.es.gov.br/

Resumo

A visita faz parte do  projeto “Desempenho Agronômico e Econômico do Cafeeiro em Sistemas Arborizados”, de um convênio entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

O coordenador de implantação das unidades de pesquisa, extensionista do Incaper Ricardo Eugênio Pinheiro, explicou que a unidade de pesquisa em Alegre está na fase inicial e até o momento é composta por café conilon, abacate, banana e cultivos de milho e feijão.

 

COMPARTILHE:

Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham

Posts Relacionados