Quem somos[email protected]

Search

Helder Carnieli: “Crea-ES não participa de uma grande discussão de interesse do Estado. Virou um “Trem da Alegria” | 11/11

helder carnieli

Helder Carnieli

Trem da Alegria do Jorge Boca IV | Em entrevista do ex-presidente do Crea-ES a um programa de televisão, Carnieli confirma “a farra financeira” posta em prática pelo atual presidente Jorge Luis Silva. 

O ex-presidente do Crea-ES confirmou em entrevista a um programa de televisão todas as anotações do Don Oleari Portal de Notícias e repetiu os títulos usados nas nossas matérias, referindo-se seguidamente ao “Trem da Alegria” implantado pelo atual presidente Jorge Silva, que está em campanha pela reeleição.

Helder disse que o Crea-ES tem um orçamento maior do que o de muitos municípios do Espírito Santo:

– “Um orçamento alto, maior do que muitos municípios, que têm os problemas que o Crea não tem, daí atualmente estar se fazendo o maior volume de gastos de todos os tempos em pagamentos vultosos a comissionados e uma farra de dinheiro com as entidades”.

Ele aborcou o alto número de contratados comissionados, que gerou o bordão já citado pelo Don Oleari Portal de Notícias chamado “A Farra dos Comissionados”.

– “O Crea tem hoje mais de 25 comissionados ganhando mais de R$ 11.000,00, sendo que muito deles não prestam os serviços para os quais estão sendo pagos”.

Patrocínios de futebol

O ex-presidente do Crea-ES  citou o que ele e muitos outros, segundo ele, consideram um “absurdo”, que foi o apoio ao Clube Álvares Cabral com quase R$ 12 mil reais para participar da competição da Taça Brasil de Clubes em Paranaguá, no Paraná.

– “que relação tem essa competição com a engenharia?”, perguntou Helder. Citou outro exemplo de gastos direcionados a 3 colaboradores “para verificarem o palco num evento de Forró em Pontal do Ipiranga, em Linhares”.

Informou que os fiscais do Crea-ES, que exercem e são pagos para essa função, são os funcionários credenciados e são “os único que podem lavrar um auto de infração”, se for o caso.

Farra de gastos

Helder Carnieli falou ainda sobre outros itens que comprovam o “regime de gastança” desenfreada do atual presidente Jorge Boca. Mencionou o excesso de contratados muitos deles ligados a gestores e conselheiros.

Disse o ex-presidente do Crea-ES que “O superintendente tem filha, que é arquiteta, trabalhando no Crea, várias esposas de conselheiros trabalham no Crea, que tem CINCO secretárias para atender à presidência da entidade”.

Mencionou também o Plano de Demissão Voluntário – PDV – abordado pela matéria anterior do Don Oleari Portal de Notícias. Considerou exagerado o plano aplicado ao valor “de quase R$ 5 milhões de reais” (***), dizendo:

“Dos que aderiram ao PDV, 20 eram funcionários aposentados e é proibido fazer Plano De Demissão Voluntária. Apenas 2 dos 22 que receberam  pelo PDV eram funcionários não aposentados”, disse Helder Carnieli.

(***) Conforme o Don Oleari Portal de Notícias, os altos gastos com o Plano de Demissão Voluntária totalizaram cerca de R$ 4.700.000,00. Os dados são oficiais, obtidos da aba transparência do Crea-ES.

Desenvolvimento

“Nas últimas duas gestões – disse Carnieli – o Crea-ES não participou de nenhum grande debate sobre desenvolvimento do Estado, como lhe compete. Ele tem a missão de incentivar, de participar, mas, por exemplo, o Crea-ES não esteve nem perto das discussões sobre mobilidade urbana nos últimos tempos”, completou o ex-presidente.

Farra de dinheiro para as entidades

jorge-silva-pres.-crea-es.jpg 3 de agosto de 2021 8 KB
jorge silva, crea-es

Helder Carnieli abordou ainda as informações constantes da matéria do Don Oleari Portal de Notícias sobre a generosa distribuição de dinheiro a diversas entidades de engenheiros. Veja aí, ó:

Trem da Alegria do Jorge Boca III | Presidente do Crea-ES foi generoso com entidades: mais de R$ 5 milhões de janeiro a setembro de 2023 | 6/11

Ele citou o Crea de São Paulo, que tem um orçamento anual de R$ 700 milhões e é o maior do Brasil.

“O maior volume de recursos que o Crea de SP distribuiu entre entidades de engenheiros foi de apenas R$ 200 mil reais”, disse Helder. E completou:

“No Espírito Santo, com um Crea-ES muito menor do que o de São Paulo, só uma entidade levou R$ 2.003..743,78, que foi a Sociedade Espírito-santense dos Engenheiros (SEE). Um absurdo”, disse Helder Carnieli.

Confira os números que chegaram a mais de R$ 5 milhões distribuídos às seguintes entidades:

1 – A campeã absoluta é a Sociedade Espírito-santense dos Engenheiros (SEE). A ela foram repassados R$ 2.003..743,78 (dois milhões, três mil e setecentos e quarenta e três reais e setenta e oito centavos). DE janeiro a setembro de 2023, uma média de cerca de R$ 222 mil reais mensais. Nada mal.

Tecnólogos recebem outra bolada

2 – A entidade dos Tecnólogos também foi bem aquinhoada. A Associação dos Tecnólogos do Espírito Santo engordou o seu caixa com R$1..324.,800,00.

SEEA é a terceira, com mais de um milhão de reais

3 – A velha e, segundo consta no cenário da engenharia, com uma trajetória de altos e baixos em suas atividades, Sociedade Espírito-santense dos Engenheiros Agrônomos, recebeu repasses de janeiro a setembro de 2023 no total de R$ 1.088,550,00.

A APEA-ES também se deu bem

4 – Outra entidade que entrou no rateio de janeiro a setembro de 2023 com uma boa bolada foi a – segundo muitos engenheiros – “pouco expressiva e pouco atuante” (***) Associação dos Profissionais da Engenharia Ambiental do ES. A APEA-ES foi a quarta colocada no campeonato das polpudas verbas. No seu caixa, caíram R$ 622.600,00.

(***) – A referência “entre aspas” é à entidade e não à categoria dos profissionais da área florestal e ambiental.

Helder Carnieli abordou ainda questões do orçamento, sobre o qual Don Oleari Portal de Notícias tem dados mais concretos e está aguardando a confirmação de mais informações.

Segunda ou terça-feira da semana que vem, voltamos a falar sobre “a farra financeira” do presidente licenciado Jorge Boca.

Helder Carnieli

Edição, Don Oleari – [email protected]

https://www.facebook.com/oswaldo.oleariouoleare

Na favela ou no engenho talento não escolhe leito | Cacá Diegues e Conceição Evaristo, opostos confluentes | 11/11

Workshop no CriDança Centro de Artes Integradas para 40 professores de escolas públicas municipais e estaduais será neste sábado | 10/11

Pepinos híbridos oferecem maior produtividade e tolerância a doenças mesmo em épocas de chuva | 8/11

Rivaldo parabeniza Flu pela conquista da Libertadores e analisa convocação da Seleção Brasileira | 10/11

Fechamento de mercado | por *Luiz Felipe Bazzo, CEO do transferbank | Ibovespa, dólar, inflação | 10/11

COMPARTILHE:

Picture of Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham

Posts Relacionados

A Bicharada do Don Oleari.