Quem somos[email protected]

Search

Mara Luquet: Família, família, negócios à parte

mara luquet

Mara Luquet, Parceira da IF

Planejadores financeiros e terapeutas podem ajudar na relação de pais, filhos e dinheiro
maraq-luquet-1-1.png 19 de agosto de 2023 34 KB
mara luquet

Se você faz parte dos milhões de brasileiros que estão crucificando os pais da atriz Larissa Manoela, não me julgue. Não vou acusá-los, nem tampouco defendê-los, mas aproveitar o episódio para discutir um assunto que já passou da hora de ser colocado na sala de jantar das famílias brasileiras: a relação financeira entre pais e filhos.

Os pais de Larissa Manoela investiram na filha? Sim. Esperavam retorno financeiro? Sim, como a grande parte dos pais brasileiros que investem fortemente na formação de seus filhos e esperam, sim, que eles cresçam, sejam bem-sucedidos e enriqueçam. Ou, ao menos, tenham o suficiente para não depender dos pais quando adultos e, claro, por que não, ajudar os pais na velhice.

Sem herança

Este aliás era o principal incentivo para ter filhos na época de nossos avós: quem vai cuidar de você quando envelhecer? Só que muita coisa mudou de lá pra cá. E se você continua pensando assim terá problemas no futuro.

Pais e filhos precisam respeitar as finanças de cada um. Os filhos têm que saber que vivemos num mundo em que o aumento da expectativa de vida vai exigir que os pais provavelmente usem o dinheiro que deixariam de herança.

Já os pais devem cuidar da própria vida, dar conselhos, educação, carinho e muita torcida para que tudo dê certo para a prole, na medida certa que não os coloquem em dependência emocional, pessoal e financeira de seus filhos.

Vamos voltar ao caso Larissa Manoela. Não conheço a atriz, não conheço os pais, nem os amigos, nem o namorado. Por isso, repito, não tomo lado nesta treta, porque é uma história muito complexa e todos os lados precisam ser ouvidos. Na verdade, acho que deveria ter um terapeuta mediando essa conversa entre ela e os pais. E isso não é motivo de riso, é coisa muito séria.

Outro profissional que deveria ter participado desse relacionamento desde o começo é o planejador financeiro. Aliás um profissional super indicado para as famílias, mesmo aquelas que não têm patrimônio de 18 milhões de reais. É mais fácil para um planejador profissional indicar os ralos no orçamento, só para citar um exemplo.

Os pais de Larissa administravam a carreira e o dinheiro da filha e precisavam sim ser remunerados por isso. Talvez não tenham competência para tanto, porque há profissionais com formação específica para esses casos. E este é o primeiro erro, que não é só de Larissa, mas arrisco a dizer, de mais de 90% das celebridades de novelas, esportes e tantas outras: entregar para parentes e amigos a missão de gerir suas finanças quando o dinheiro do sucesso começa a irrigar o orçamento em proporções jamais vistas.

Se Larissa torrar a grana, cometer erros financeiros e se perder na fartura que lhe inunda a conta bancária atualmente, chegará na maturidade com problemas. Duvida? Quantas histórias você já viu de celebridades que envelheceram com pouco ou nada?

Os pais dela pensavam nisso quando tomaram conta de tudo ao que parece com mãos de ferro? Não saberia dizer.

Família e dinheiro

Mas a verdade é que família e dinheiro precisam ser apartados. E não há ingratidão nisso de nenhuma das partes. Se você empresta dinheiro para seu filho ou para o seu pai e espera receber de volta então oficialize com uma nota promissória, por exemplo. Caso contrário encare como uma doação.

Filhos costumam achar que pais têm obrigação de entregar tudo para eles e usam e abusam dos recursos sem cerimônia. Entregar seu futuro financeiro para os filhos é um erro clássico que no século do aumento da expectativa de vida poderá deixar muitos pais e, principalmente, mães em situação difícil na velhice.

Contar com a generosidade dos filhos é outro erro clássico. Os filhos têm a própria vida e, da mesma forma que é melhor para ambos que você não entre numa situação de vulnerabilidade financeira por causa deles, é razoável que você também não sobrecarregue o orçamento deles com suas demandas.

Se organizar direitinho dá para todo mundo viver bem com o que tem e não deixar que as coisas que o dinheiro resolve comprometam o prazer e as delícias da vida (Mara Luquet).

Fonte: Mara Luquet, Parceira da IF | Inteligencia Financeira

https://inteligenciafinanceira.com.br/entenda/caso-larissa-manoela/?utm_source=inteligencia-financeira&&utm_source=sfmc&utm_term=&utm_content=15388&utm_id=ab72dd5e-7c32-4f2a-874f-cf1853787b26&sfmc_activityid=007166d0-8c78-4d61-a802-730cbe77e2fb&utm_medium=email

Mara Luquet

Edição, Don Oleari – [email protected]

https://www.facebook.com/oswaldo.oleariouoleare

Rubens Pontes | Poesia: linguagem universal para exprimir emoções | A Lágrima, de Guerra Junqueiro | 19/8

CRAS Itinerante estará em Balneário Ponta da Fruta, Vila Velha/ES, segunda-feira, 21

São Torquato, em Vila Velha, tem Sábado (19) de Superação. Bairro Darly Santos terá mega-mutirão | 18/8

Festival Prainha Vive neste domingo em Vila Velha | 18/8

Luiz Felipe Bazzo, CEO do transferbank: Fechamento do mercado financeiro | semana do dólar | 18/8

 

Picture of Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham

Posts Relacionados

A Bicharada do Don Oleari.