Quem somos[email protected]

Search

Ministério da Integração reconhece Polo de Agricultura Irrigada do Norte do ES, criada pelo deputado Mazinho dos Anjos| 5/1

Polo de Agricultura Irrigada

Polo de Agricultura Irrigada

Mazinho comemora Polo de Agricultura: “É  a hora do nosso agro”.

NEC = Nota do Editor Chefão, Don Oleari | Acompanhamos o trabalho do deputado estadual Mazinho dos Anjos desde os primeiros  momentos da criação do Polo de Agricultura Irrigada do Norte do ES. Ele trabalhou intensamente pela sua concretização, alcançada agora com a validação do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional. O projeto não é pouca coisa. Tem a dimensão das propostas institucionais que vão levar sem dúvida de sombra desenvolvimento a toda a região do polo no Norte do ES.

Não se trata de uma mera medida eleitoreira. Ao contrário. Ela revela a visão macro de um jovem parlamentar, que tem sido um dos mais produtivos deputados da Assembleia Legislativa do Espírito Santo.

Aqui no Don Oleari Portal de Notícias não somos de elogio fácil. Pelo contrário. Somos melhores de “porrada” nos que usam os cargos apenas para desfrutar das mordomias e em benefício próprio. Mazinho dos Anjos, a continuar efetivo e produtivo como neste seu primeiro ano de mandato, certamente chegará ao final dele como um dos mais destacados parlamentares da atual legislatura. É um bom exemplo do quanto outros tantos deputados poderiam produzir pelo Estado do ES. Precisamos de mais Mazinho dos Anjos na AL/ES (Don Oleari).

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) reconheceu o Polo de Agricultura Irrigada do Norte do ES nesta terça-feira, 2, criado pelo  deputado Mazinho dos Anjos (PSDB).

“Se já era forte, o agronegócio vai ganhar um grande impulso na região Norte do ES. É  uma vitória de todos nós, fruto da união de todos. É  assim que se constrói um Estado forte”, disse Mazinho.

mazinho-mat.jpg 5 de janeiro de 2024 55 KB
outros polos de irrigação

O MIRD reconheceu ainda nesta terça-feira outro polo de agricultura irrigada no oeste do Rio Grande do Norte.

Com os dois polos, o Brasil passa a contar com 12 polos apoiados pelo Governo Federal, que contam com ações que vão desde o repasse de recursos para o desenvolvimento da produção até o planejamento de ações e articulação com outros órgãos.

“Os polos são uma iniciativa voltada a apoiar e a desenvolver a produção agrícola sustentável nas regiões em que o uso da irrigação tem grande representatividade. Essa é uma forma de implementar a Política Nacional de Irrigação, a partir de um trabalho conjunto entre o Ministério da Integração, os estados, municípios e organizações dos irrigantes”, destacou secretário nacional de Segurança Hídrica do MIDR, Giuseppe Vieira.

“O Governo Federal tem a missão de dar efetividade à aplicação dos recursos financeiros, contribuindo para solucionar problemas reais e entraves enfrentados pelos produtores”, completa.

O secretário Giuseppe Vieira destaca a importância de que os municípios, associações de irrigantes e a sociedade civil tenham acesso a informações sobre a existência dos Polos de Agricultura Irrigada e sobre as vantagens que os irrigantes têm ao aderir à política pública.

“É essencial que todos tenham conhecimento dessa iniciativa e como solicitar apoio do nosso Ministério. Isso porque o Polo de Agricultura Irrigada  contribui para o desenvolvimento das regiões que têm a agricultura como carro-chefe, tanto para consumo próprio como para exportação”, enfatizou o secretário.

Polo de Agricultura Irrigada do ES                                            

A criação do Polo de Agricultura Irrigada do Norte do ES foi uma iniciativa do deputado estadual Mazinho dos Anjos (PSDB). Entre o primeiro contato no dia 29 de dezembro e a publicação da portaria de reconhecimento, passaram-se pouco mais de cinco meses, um recorde na criação do polo.

“Isso é fruto do poder de articulação dos representantes do ES. Tudo correu muito rápido, tanto do ponto de vista político quanto das articulações com a sociedade”, disse a diretora do Departamento de Irrigação do MIRD, Larissa Rego de Oliveira, ao visitar o Espírito Santo.

O polo ganhou a imediata adesão da Associação dos Irrigantes do Espírito Santo (Assipes) e vai contemplar 32 municípios do ES, alcançando cerca de 1 milhão de pessoas.

Em outubro, foi realizada uma oficina na cidade de Pinheiros, que contou com a participação de representantes da Associação dos Irrigantes do Espírito Santo, de sindicatos rurais e da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado. No evento, foram apresentados os requisitos para a implantação do polo e elaborada uma carteira de projetos que poderão ser executados na região, que tem uma produção significativa de café conilon.

A região se destaca pela alta produtividade devido ao avanço da tecnologia na produção de mudas clonais do conilon. Também é relevante a produção de pimenta-do-reino, mamão papaia e laranja, entre outras culturas, grande parte direcionada para o mercado externo, contribuindo para o saldo positivo da balança comercial brasileira.

Além disso, a cultura de soja irrigada já é uma realidade nos municípios de Montanha e Pinheiros, com produtividade 50% superior à média nacional. Os mesmos produtores de soja também estão produzindo trigo, que é vendido para o grupo Moinhos Buaiz. A cada ano se amplia a área irrigada de grãos.

Polo de Agricultura Irrigada no RGN 

O Polo de Irrigação Sustentável do Oeste do Rio Grande do Norte vai atender direta e indiretamente cerca de 480 mil pessoas de 12 municípios do Rio Grande do Norte: Areia Branca, Baraúna, Governador Dix Sept Rosado, Mossoró, Upanema, Apodi, Serra do Mel, Felipe Guerra, Grossos, Tibau e Caraúbas.

O MIDR contribuirá com mais assistência técnica para áreas de irrigação, aumento do potencial de águas superficial dos rios Apodi/Mossoró e Rio Angicos e capacitação em gestão de recursos hídricos, dentre outras ações.

O ministério vai contribuir com a perfuração de poços com energia solar, estradas do setor produtivo para fluxograma, kit de irrigação, máquinas e implementos agrícolas, logística e comercialização (transporte, com câmara fria e sem) e casa de farinha móvel e fixa.

O suporte do MIDR aos Polos de Agricultura Irrigada também inclui o planejamento da agricultura irrigada na região. Estudos conduzidos por institutos de pesquisa podem ajudar a entender melhor as necessidades locais e as melhores práticas a serem implementadas.

“A oferta de assistência técnica é valiosa para os agricultores familiares, ajudando-os a adotar práticas mais eficientes no dia a dia”, ressalta a diretora de Irrigação do MIDR, Larissa Rego.

Polo de Agricultura Irrigada

Edição, Don Oleari – [email protected]

https://www.facebook.com/oswaldo.oleariouolearehttps://twitter.com/donoleari

Com Assessoria de Comunicação

Tags

COMPARTILHE:

Picture of Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham

Posts Relacionados

A Bicharada do Don Oleari.