Quem somos[email protected]

Search

Anilson Ferreira | Bota apaga o Fogo do Red Bul

Bota apaga o Fogo

Bota apaga o Fogo

O Botafogo apagou o Fogo do Red Bul, se segurando mesmo com um a menos, empata com Bragantino e avança na Libertadores

anilson-ferreira-foto-da-coluna-1.jpg
anilson ferreira

 

Anilson Ferreira

De forma heróica – e com as bençãos de Garrincha, Didi, Nilton Santos e outros – o Botafogo segurou um empate por 1 a 1 com o Red Bull Bragantino nesta quarta-feira (13) em Bragança Paulista (SP) e garantiu vaga na fase de grupos da Libertadores.

 

didi-nilton-santos-garrincha-1.jpg14 de março de 2024
56 KB
nilton santos, garrincha, didi

O time carioca atuou com um jogador a menos desde os 5 minutos do segundo tempo. Mesmo assim quebrou as asas de Red Bul.

O Alvinegro chegou a fazer 1 a 0, com Júnior Santos, já com dez atletas em campo. O time carioca, porém, levou o empate de Talisson aos 40, mas soube se defender com muita raça e de forma dramática.

Em fase iluminada, o atacante Júnior Santos, apontado como o novo Jairzinho, foi o grande carrasco do Red Bull Bragantino no duelo pela Libertadores. Ele fez os dois gols na vitória por 2 a 1 no jogo de ida, no Nilton Santos, e deixou o dele novamente no Nabi Abi Chedid.

O experiente goleiro Gatito Fernández lembrou o seu pai Gato Fernandez e foi decisivo na classificação do Botafogo. Ele fez grandes defesas, sendo a última já nos acréscimos, evitando o segundo gol do Red Bull Bragantino.

Os grupos da próxima fase ainda serão sorteados no dia 18 de março na sede da Conmebol, no Paraguai.

Red Bull Bragantino e Botafogo agora viram as atenções para os Estaduais. O Braga enfrenta a Inter de Limeira, em casa, pelas quartas de final do Paulista, no domingo (17). No mesmo dia, os cariocas recebem o Sampaio Corrêa, no estádio Nilton Santos, pelo jogo de volta das semifinais da Taça Rio.

O JOGO

Primeiro tempo de maior controle do Bragantino, mas com pouco poder de fogo. Time explorou as bolas longas e cruzamentos. Teve volume, só que ficou no quase. O Botafogo, que começou apenas se defendendo, conseguiu aliviar a pressão inicial e aos poucos passou a responder em contra-ataques. Com a vantagem do empate, a equipe visitante extrapolou na valorização das jogadas e teve dois jogadores punidos por cera.

No segundo tempo, o gol do Botafogo sai quando o time estava apenas se defendendo, já que perdeu Damián Suárez por expulsão com apenas cinco minutos. Com um a menos, o time se fechou e mal saía em contra-ataque. Até que Lucas Cunha errou, Hugo aproveitou e cruzou para o maior artilheiro da história do clube na Libertadores fazer de novo, inflamando a torcida visitante. O gol de empate no fim, aumentou o drama, mas na base da garra, o Alvinegro segurou o resultado e garantiu vaga na fase de grupos.

GOLS E LANCES

Helinho bagunça Marçal – O ensaboado Helinho deu uma bela bagunçada em Marçal aos 26 minutos do primeiro tempo, em uma jogada pelo lado direito, já dentro da área. Na conclusão, chutou forte, rasteiro, mas Gatito fez boa defesa.

Na trave, mas não valeu – Pouco tempo depois, Helinho cruzou, Juninho Capixaba desviou de cabeça e a bola bateu na trave. A arbitragem, porém, marcou impedimento.

Expulsão no Botafogo – O lateral direito Damián Suárez foi expulso com apenas cinco minutos do segundo tempo. O goleiro Cleiton repôs rápido e acionou Juninho Capixaba na velocidade, que foi segurado e derrubado para não sair cara a cara com Gatito. O árbitro Wilmar Roldán demorou para apitar, mas acabou expulsando o jogador.

Gol do Botafogo! – Após sofrer muita pressão com um a menos, o Botafogo emplacou um contra-ataque, Hugo roubou a bola na linha de fundo e deu um passe açucarado para o iluminado Júnior Santos empurrar para o fundo da rede.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 1 X 1 BOTAFOGO

Red Bull Bragantino

Cleiton, Nathan Mendes, Lucas Cunha, Luan Cândido e Juninho Capixaba; Jadsom (Matheus Fernandes), Eric Ramires (Laquintana) e Lincoln (Guilherme Lopes); Helinho, Thiago Borbas e Eduardo Sasha (Talisson). T.: Pedro Caixinha

Botafogo

Gatito, Damián Suárez, Lucas Halter, Alexander Barboza e Marçal; Danilo Barbosa (Gregore), Marlon Freitas e Eduardo (Mateo Ponte); Júnior Santos (Tchê Tchê), Savarino (Hugo) e Tiquinho Soares (Janderson). T.: Fábio Mathias

Estádio: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Juiz: Wilmar Roldan (COL)

Auxiliares: Juan P. Belatti (COL) e John Leon (COL)

VAR: Juan Lara (CHI)

Cartões amarelos: Juninho Capixaba (RED); Danilo Barbosa, Marçal, Gatito, Tiquinho Soares, Janderson (BOT)

Cartões vermelhos: Damián Suárez (BOT)

Gols: Júnior Santos, aos 30 minutos do segundo tempo (BOT); Talisson, aos 40 minutos do segundo tempo (RED)

Opinião do Anilson Ferreira

O Fogão deve acionar seu caça fantasma e se preparar para o Brasileirão. Também reforçar o time de pisicolocos e esquecer o ano passado. Pois tem time para seguir em frente.

Bota apaga o Fogo

Edição, Don Oleari – [email protected]

https://www.facebook.com/oswaldo.oleariouolearehttps://twitter.com/donoleari

Kleber Frizzera | Todas as cidades são Veneza

Nilcimar e Rita Colombini: empreendedorismo rural na produção de derivados de cana e destilados de frutas

Gruta da Onça tem noite de música psicodélica em Vitória/ES nesta sexta (15) 

Federação PCdoB, PV, e PT | Nelson Baby declara que Federação que hora dirige nada deliberou sobre candidatura majoritária no município de Cariacica

Nilcimar e Rita Colombini: empreendedorismo rural na produção de derivados de cana e destilados de frutas

Anilson Ferreira | Rio Branco perde pro Vila Nova de Goiás pela Copa Verde

CRJs recebem equipamentos multimídia para uso nos Laboratórios de Potencialidade

“Direita do Espírito Santo está unida”, diz o polêmico Pastor Fabiano

English Work fecha parceria com o Instituto Ponte para oferecer cursos de inglês gratuitos

Tags

COMPARTILHE:

Picture of Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham

Posts Relacionados

A Bicharada do Don Oleari.