Bianchi Sport, orgulho de Cariacica | 18/11

Bianchi Sport

Bianchi Sport, orgulho de Cariacica

ronaldo-foto-prassinatura-da-coluna.jpg
ronaldo chagas vieira

PERFIL: Aridelson Bianchi

 

AQUI CARIACICA – Ronaldo Chagas Vieira, Correspondente comunitário –

 

Nas escolinhas de futebol são revelados muitos dos futuros craques do futebol brasileiro e mundial, mas tudo no seu tempo. Percebo que desenvolvem um trabalho gradativo, respeitando a faixa etária e a aptidão dos alunos.

Na minha época, no E.C.Brasil, em Cariacica, semanalmente cerca de 150 meninos iam em busca de uma vaga no disputado certame para compor as categorias de base do Alvi Negro, que se sagrou campeão da copa Gazetinha, em 1979. Cada um levava sua chuteira e tinha menos de 5 minutos para mostrar o talento. A sorte me acompanhou, aliada ao limitado talento em ser escolhido e participar desta história.

Hoje tudo mudou, e para melhor. As aulas são dinâmicas e recreativas com exercícios naturais que possibilitam aos aluno, desenvolver sua capacidade motora. Os trabalhos para dar ao jovem uma estrutura física para qualquer atividade que ele venha realizar. Assim, com o passar do tempo e de acordo com a idade e desempenho, mais satisfatório e positivo, respeitando a limitação de cada um.

Aridelson e Anaide
Aridelson e Valdete

A Bianchi Sport, não é um clube, nem um centro esportivo, mas uma idéia, um método. A busca por uma prática de formação esportiva eficiente tem sido mais freqüente e tem aumentado o desejo conscientemente de pais, atletas, empresários, treinadores e educadores físicos por obterem resultados qualitativos que justifiquem seus investimentos de tempo e recursos na melhor formação possível.

A Bianchi Sport está na rua Santa Fé, em Vila Palestina, em Cariacica/ES, Associação da Águia Branca. É um orgulho ter esta atividade em nossa terra. O telefone para contato é 27 998742909, pelo whatsWapp.  às terças a sextas nos horários: 8 às 9, 9 às 10, 10 às 11 horas.

Sendo assim, o professor Aridelson Bianchi avança numa metodologia baseada na progressão pedagógica que passa a ser uma tendência de treinamento mais compreendida e que favorece o principio da razoabilidade, mesmo ainda não sendo muito conhecida e empregada, sendo utilizada por parte dos grandes clubes mundiais e profissionais de práticas atualizadas.

Basicamente, consiste em progredir os exercícios que iniciam com um número reduzido de elementos e variáveis, aumentando sua complexidade no decorrer da sessão de treino e do planejamento das atividades que promovam o desenvolvimento da técnica individual para o futebol.

Bianchi Método proporciona ao praticante poder executar toques efetivos e corretos na bola de futebol, bem como em diversas outras atividades em várias situações possíveis, visando ampliar seu repertório motor e suas habilidades gerais, principalmente as voltadas às modalidades de futebol.

O processo de aprendizagem é realizado de maneira lenta e gradativa, do simples para o complexo; evoluindo para o mais avançado à medida que as habilidades se desenvolvam e se confirmem.

Inicialmente, os praticantes executam os primeiros toques que possam controlar e dominar com facilidade, depois são aplicadas atividades mais elaboradas, com cargas, volumes e intensidades controladas e evolutivas, quando estes mostrarem domínios sobre os exercícios já ministrados.

Um dos primeiros exercícios importantes a ser considerado é o de controle mental e emocional, para que assim possa se ter controle sobre ansiedade desnecessária durante as atividades de capacitação propostas em seus programas individuais de treinamentos.

Bianchi Método possibilita que os praticantes trabalhem movimentos específicos por repetidas vezes e quanto mais movimentos praticados o corpo tiver armazenado em seus bancos de memória, mais fáceis serão esses movimentos durante o jogo real.

Os equipamentos utilizados e as atividades aplicadas são especificamente elaborados para ensinar o corpo a reagir aos estímulos de forma semelhante à do jogo real, o que ocorre devido à reprodução dos mesmos gestos técnicos motores usados em uma partida.

Ficou pra história

A história foi uma das mais marcantes do futebol capixaba na década de 1990: no Capixabão de 1997, o então técnico do Rio Branco-ES, Aridelson Bianchi passou 22 horas caminhando em torno do campo do Estádio Kleber Andrade. Pagava, assim, uma promessa que havia feito para o caso de o time vencer o Vitória-ES.

triunfo por 3 a 1 na oitava rodada foi o primeiro do Capa-preta no campeonato, que começou cheio de expectativas para o Alvinegro, mas acabou se tornando um martírio, mesmo com o time tendo jogadores renomados como Geovani, ex-Vasco e Seleção Brasileira, e Ézio, ex-Fluminense.

Esta é uma oportunidade para o atual treinador e empresário na Bianchi Sport não só revelar detalhes até então desconhecidos do episódio. Os tempos mudaram, Aridelson, em parte, também mudou, mas um pedaço do passado que o fez ficar conhecido com “o pagador de promessas” ainda não foi 100% digerido. Aridelson, intimamente, não se arrepende do que fez. Mas a maneira como algumas pessoas repercutiram o fato ainda o incomoda. Portanto, ele tentou fazer silenciosamente seu momento de fé, mas foi abordado pela mídia.

– Levaram para o lado do folclore. ‘Esse cara é maluco, desequilibrado, quis aparecer!’

Mas não foi isso. Não avisei a ninguém, não pedi para filmarem. Esperei todo o time ir embora. Orei na boca do túnel e comecei a caminhar, com o Kleber Andrade às escuras. Lá pela terceira volta, percebi um vulto e uns gritos. Era uma equipe de tv que havia ficado desmontando equipamento.

Eles me viram e um vigia contou que eu estava pagando promessa. Aí, virou uma loucura. No outro dia tinha link ao vivo, saiu no Brasil todo, até na BBC de Londres, um absurdo. Na época, quase ninguém tinha celular. Conseguiram o número de um diretor do Rio Branco. Não me envergonho de ter feito aquilo. Mas me incomoda ver que alguns não entenderam, que desdenham um momento de fé e distorcem de forma covarde – lamenta Aridelson.

Aridelson é meu amigo há décadas. Sempre o enxerguei como desbravador, íntegro e conciliador. Homem preparado, inteligente, que nunca para de buscar conhecimentos e distribuir aos semelhantes. Um guerreiro vencedor. Dedicado à família e ao trabalho, nunca perdendo a fé. É casado com a educadora Valdete Denadi Bianchi, com quem divide o sucesso.

https://donoleari.com.br/jose-de-anchieta/

Bianchi Sport

Bianchi Sport

Bianchi Sport

Bianchi Sport

Bianchi Sport

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Don Oleari - Editor Chefão

Don Oleari - Editor Chefão

Radialista, Jornalista, Publicitário.
Don Oleari Corporeitcham